Aplicativos têm espaço garantido na estratégia de marketing de fidelização.

Aplicativos têm espaço

Com o objetivo de aumentar o share of mind dos consumidores, empresas como a Fender e a Natura produzem conteúdos em forma de aplicativos para aumentar a fidelização dos consumidores e gerar lucros.

Grandes empresas como a fabricante de instrumentos musicais Fender e a distribuidora de cosméticos Natura, encontraram os aplicativos como uma estratégia de marketing para aumentar a fidelização dos consumidores e gerar lucros para seus negócios.

Na era digital a mudança é necessária, principalmente quando se trata de um mundo que exige um bom relacionamento com o consumidor. No final do ano passado presenciamos uma briga entre taxistas e motoristas do aplicativo Uber. O aplicativo elevou o nível do conceito de caronas e fez com que a busca por táxis diminuísse significativamente.

Pouco depois, foi lançado o aplicativo 99Taxis, semelhante ao Uber, no entanto, este oferece apenas o serviço de taxistas credenciados.
Enquanto no mundo do transporte o cenário é de mudança, a Natura traz inovação para consumidores e consultoras da marca. Para as consultoras, o aplicativo possibilita o controle de pagamentos e recebimentos, e elas podem ainda participar de treinamentos online, direto pelo aplicativo. Já para os consumidores finais, o aplicativo é uma alternativa de compra online, a qual avisa o usuário sobre lançamentos e novas promoções.

Visualizando o mercado de instrumentos musicais, a fabricante de guitarras Fender notou que 45% de seus consumidores são iniciantes nos instrumentos musicais e que, destes, 90% abandonam o instrumento dentro de um ano e não voltam a ser consumidores. Já os outros 10% que continuam a tocar o instrumento, tem uma média de 7 guitarras.
Através destes dados, foi pensada numa solução: criar um aplicativo para quem não sabe utilizar os instrumentos.
Após uma amostra gratuita, o Fender Play cobra U$ 20 por mês e o estudante tem acesso a diversas vídeo-aulas que ensinam o usuário sobre como tirar o melhor proveito do equipamento adquirido.


Estratégia não é novidade no offline…

Este tipo de estratégia já foi utilizado também no mundo offline pela Michelin. A fabricante de pneus, no início de sua fundação, queria aumentar o consumo de seus produtos, mas percebeu que seus usuários não andavam muito com o carro, consequentemente, demorava a gastar o pneu. Foi assim que eles pensaram em contratar viajantes para escrever em um livro de roteiros de viagem e entregá-lo aos seus consumidores, incentivando-os a andar mais com seus carros e viajar.

Os aplicativos criados por empresas são uma estratégia inovadora criada com base numa necessidade de mercado que está diretamente relacionada ao seu produto comercializado. Por isso, é importante que você entenda as dificuldades e necessidades do seu público para que sua estratégia seja realmente efetiva durante a veiculação de seu aplicativo.

Fique ligado no Blog da Gerente Web para conhecer mais novidades do mundo digital.

Nenhum comentário.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.