Dicas para uma boa apresentação de estratégias de marketing

Na sua agência, você provavelmente já passou por essa situação inúmeras vezes. As estratégias de marketing estão prontas mas, primeiro, é necessário vender a ideia para o cliente. Mas afinal, como fazer uma boa apresentação, que deixe a expertise do seu negócio evidente e conquiste a conta?

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas fundamentais para uma boa apresentação de estratégias de marketing. Confira!

A importância de uma boa apresentação das estratégias de marketing

Pense no seguinte: seu plano de marketing tem um objetivo — fazer o cliente do cliente comprar, certo? Mas como ele vai acreditar na eficácia da sua estratégia se você não conseguir nem mesmo vender a ideia para ele? 

É por isso que a apresentação visual e oral para uma reunião de negócios é tão importante. Não basta falar. É preciso mostrar as informações de forma impressionante, destacar contrastes, demonstrar conhecimento do mercado, do segmento, daquele público, da estratégia. 

Uma boa apresentação visual para a reunião

LinkedIn: oportunidade de relacionamento e diferenciação no B2B

Para algumas pessoas, o LinkedIn não passa de uma plataforma para exposição de currículos online. No entanto, elas não têm ideia de tudo que perdem quando deixam de utilizar integralmente a potencialidade desta ferramenta, especialmente para se diferenciar no B2B.

Vamos falar a verdade? O mercado está cada vez mais comoditizado. As empresas oferecem serviços e produtos parecidos, com preços também bastante semelhantes. Além disso, a internet tornou muito mais fácil a compra de fornecedores até do outro lado do mundo.

Diante desse cenário, como se diferenciar? Como chamar a atenção dos seus clientes em potencial, mostrar que sua empresa tem algo mais a oferecer e se tornar uma referência no B2B?

A chave está no relacionamento, e as redes sociais estão aí para isso. Neste post, você vai descobrir como uma delas — o LinkedIn — é estratégica para negócios no B2B.

Afinal, o que é o LinkedIn?

O LinkedIn é uma rede social corporativa.

Como fazer e-mail marketing?

Apesar de todas as possibilidades de troca de mensagens, grande parte das pessoas ainda considera o correio eletrônico seu método de comunicação oficial. Por isso, as empresas que sabem como fazer e-mail marketing têm uma chance única de falar diretamente ao consumidor, o que explica as altas taxas de conversão dessa estratégia de Marketing Digital.

E a sua empresa, sabe como fazer e-mail marketing ou simplesmente abandonou essa estratégia porque acreditou que ela tinha morrido? Neste post, você vai descobrir como utilizar esse canal para estabelecer um relacionamento sólido com os consumidores e conquistar muitos clientes.

Qual é a importância do e-mail marketing?

O e-mail marketing pode ser utilizado para atingir diversos objetivos. Além disso, essa é uma estratégia versátil, que permite combinar essas metas em uma única ação.

Entre os principais objetivos do e-mail marketing, podemos destacar:

Nutrição de leads

Muitas vezes, quem visita o site de uma empresa está apenas em

Inbound Marketing o que é?

Se você detesta ter sua experiência de consumo de informações interrompida pela propaganda, seu público-alvo também se sente assim. Aliás, o cérebro do consumidor moderno desenvolveu mecanismos para simplesmente ignorar a publicidade invasiva. Assim, descobrir o que é o Inbound Marketing se tornou uma questão de sobrevivência para as empresas.

E você, sabe o que é Inbound Marketing? Quer descobrir como essa estratégia revolucionou a forma como as empresas comunicam com o público-alvo? Então, continue a leitura!

Inbound Marketing o que é?

O Inbound Marketing é uma estratégia relativamente recente para abordar o consumidor. Ela se baseia em um princípio: em vez de apresentar uma publicidade invasiva e que interrompe a experiência da pessoa, é mais efetivo atraí-la, convertê-la e principalmente, encantá-la.

Portanto, Inbound Marketing não aparece “no nada” na frente do consumidor. As empresas que recorrem a essa estratégia não utilizam um outdoor que chama a atenção da pessoa enquanto ela dirige, nem comerciais que interrompem um programa de

Marketing de conteúdo para a área da saúde

Para o consumidor antenado e conectado do século XXI, já não basta a propaganda tradicional. Atualmente, ele percorre toda uma jornada de compra até realmente ter certeza de que o produto oferecido é a solução ideal para solucionar seus problemas. Nesse processo, o marketing de conteúdo é imprescindível para a maioria dos segmentos de mercado.

Mas e quanto ao marketing de conteúdo para a área de saúde? É possível ter os mesmo resultados, vender por meio de sites e aplicativos ou realizar as mesmas ações sem infringir questões éticas?

Se você também tem interesse em impulsionar um negócio nesse segmento, não perca este post! Vamos tirar suas dúvidas!

A importância do marketing de conteúdo na área da saúde

Até pouco tempo atrás, as pessoas tinham pouca informação sobre os profissionais de saúde. Por isso, elas recorriam ao catálogo de seu próprio convênio, à lista telefônica, a consultórios e serviços locais ou às indicações de amigos.

A verdade é

Gestão de mídias sociais: quais são as principais estratégias?

Para atingir os consumidores e conquistar novos clientes, as empresas precisam ocupar o espaço em que as pessoas estão. No século XXI, esse espaço já não é um local físico, mas um território virtual, o que torna a gestão de mídias sociais fundamental para o sucesso de um negócio.

No Brasil, o tempo de utilização de redes sociais está acima da média mundial. Uma pesquisa feita pela GlobalWebIndex mostrou que, em nosso país, gastamos cerca de 225 minutos diários em sites ou aplicativos. Portanto, se você quer conquistar seu público-alvo, é lá que sua empresa precisa estar!

Mas como fazer uma boa gestão de mídias sociais e utilizar esse recurso para potencializar os resultados do seu Marketing Digital e aumentar as vendas? É sobre isso que vamos falar. Então, continue a leitura e saiba como criar sua estratégia!

Estratégias para gestão de mídias sociais

1. Descubra quem é sua buyer persona

Redes sociais entram