O que é web design e quais são os principais elementos de um site?

Basta pesquisar um pouco na internet para encontrar sites que espantam o consumidor. Lentidão para carregamento, imagens desalinhadas, fontes muito desenhadas, informações confusas… Identificou uma página assim? Então, para não cometer o mesmo erro, descubra o que é web design e qual a sua importância no marketing digital.

O que é web design?

Na estratégia de marketing, a criação do site é um dos passos fundamentais. E não basta ter uma página na internet. Ela precisa ser planejada para atrair consumidores e favorecer o avanço pela jornada de compra, com um conteúdo preciso e layout intuitivo.

Isso significa que, para realmente ter resultado com seu site, ele deve oferecer uma experiência agradável ao consumidor. Ao navegar, um cliente em potencial precisa encontrar as informações sobre o produto e a empresa de forma intuitiva. Além disso, o carregamento deve ser rápido.

Porém, cada profissional tem seus conhecimentos específicos, não é mesmo? Por isso, não se espera que um médico, advogado, eletricista, dono de hotel ou qualquer outro gestor domine essas técnicas. Esse é o papel do web design (como área de conhecimento) e do web designer, que é a pessoa especializada na criação de sites, entre outras tarefas.

O que é importante para o web design?

A construção de um bom site depende da aplicação de conhecimentos de diferentes áreas. Por isso, além das ferramentas digitais, o profissional deve dominar conceitos estéticos, comerciais e até mesmo psicológicos para comunicar a mensagem da empresa de forma efetiva.

Fora do mundo virtual, o designer gráfico produz peças como cartazes, outdoors, panfletos, sinalização e elementos de comunicação interna para empresas, entre outros trabalhos.

A própria criação da marca, seu logotipo, customização de fontes e todos os elementos visuais derivados dessa ideia principal são elaborados pelo designer gráfico.

Portanto, não é um conhecimento simples. O designer recorre ao desenho, à psicologia das cores e a uma grande sensibilidade artística para transformar uma ideia em elementos visuais que transmitam essa mensagem.

O que é designer gráfico no mundo virtual?

No mundo virtual, o designer gráfico pode trabalhar com web design. Ele adapta todos esses conhecimentos para criar uma experiência agradável para o usuário, para que o contato dele com a marca seja positivo. Porém, tudo isso tem um objetivo: transformá-lo em um consumidor.

Assim, ele trabalha com o site do cliente, seja para construir do zero, para fazer ajustes ou otimizar para dispositivos móveis, por exemplo. Ele também pode trabalhar na produção de softwares e aplicativos, além de produzir materiais para as redes sociais.

Entre os elementos construídos pelo web designer, podemos destacar:

Site

O site é a página da empresa na internet. Seus componentes variam de acordo com os objetivos do negócio ou instituição. Em alguns casos, trata-se de uma propriedade estática, cujo conteúdo é fixo, e que traz informações sobre a empresa, sua história, serviços prestados, produtos vendidos, contato e assim por diante.

Porém, em outros casos o site pode abrigar elementos como blogs e lojas virtuais. Tudo depende do ramo da empresa e da estratégia de marketing ideal para aquele negócio, como você verá nos próximos tópicos.

Blog

Diferentemente do site, o blog não tem um conteúdo estático. Ele funciona como um jornal ou revista eletrônico, em que periodicamente (semanal, quinzenal etc) a empresa publica artigos. Portanto, através dele, é possível educar o consumidor e proporcionar informações úteis para ajudá-lo a identificar seu problema e as possíveis soluções.

Loja virtual

Devido à natureza do negócio, a escolha do proprietário ou questões logísticas, algumas empresas não podem ter lojas virtuais. Esse é o caso de muitos produtos médicos e serviços da área de saúde, por exemplo, que dependem de avaliação pessoal e seguem códigos estritos de atuação.

No entanto, muitas empresas podem vender em sua página da internet e deveriam aproveitar esse recurso. Afinal, é um meio de atingir até mesmo um público mais distante, conquistar quem busca facilidades. Negócios virtuais também tendem a sofrer menos que aqueles apenas presenciais em caso de crises pontuais, como vimos durante a quarentena.

Landing pages

A landing page, ou página de aterrissagem, é um elemento estratégico do site. Imagine que você quer anunciar um determinado produto ou serviço no Facebook ou Google Ads. A página à qual o consumidor será direcionado é fundamental para potencializar a compra ou para gerar desistência.

Nesses casos, uma boa landing page tem a responsabilidade de encantar o consumidor. Ela precisa trazer fotos atrativas do produto, uma descrição detalhada, mostrar a autoridade do fornecedor e, se possível, conquistar a confiança do usuário da web com depoimentos de outros compradores.

Outra possibilidade, ainda mais comum, é a de usar a landing page para captar leads. Assim, quando a pessoa se interessa por um material rico divulgado por meio de anúncios, e-mail marketing ou redes sociais, ela é direcionada a essa página de aterrissagem.

Ao chegar à landing page, ela terá informações sobre esse material rico (e-book, infográfico, webinar, ferramenta). Essa chamada deverá ser atrativa, mostrando o que ela encontrará e quais os benefícios do material, para que se sinta motivada a oferecer seus dados de contato em troca do download.

Redes sociais e e-mail marketing

O web designer também torna a experiência do usuário com redes sociais e com o e-mail marketing muito mais agradável. A peça se torna atrativa quando é visualmente interessante, o que pode gerar uma taxa de engajamento maior — likes, reações, compartilhamentos, posts salvos etc.

No e-mail marketing é a mesma coisa. Já se sabe que essa é uma ferramenta efetiva. Porém, para aumentar as taxas de abertura, o conteúdo precisa ser interessante e o visual também deve ser agradável. Até mesmo a cor de um botão pode influenciar o clique ou uma decisão de compra.

Portanto, quanto se trata do e-mail marketing, é fundamental otimizar sempre. Realizar testes A/B é o caminho para descobrir padrões visuais que geram a reação desejada e utilizá-los para conseguir cada vez mais engajamento e conversões.

Agora você já sabe o que é web design e como o profissional dessa área torna seu site muito mais interessante para o usuário e melhor para as suas vendas.

Então, quer saber mais? Assine nossa newsletter e acompanhe as principais novidades referentes ao marketing digital e sua aplicação para o crescimento do seu negócio!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *