Tudo que você precisa saber sobre marketing de conteúdo!

O meio e a mensagem sempre foram cruciais para conquistar clientes e aumentar as vendas. Porém, em uma época em que as pessoas vivem no mundo virtual, é preciso adaptar a abordagem para se comunicar efetivamente e gerar conversões através do marketing de conteúdo.

Mas você sabe realmente o que é marketing de conteúdo? Consegue implementar, sozinho, uma estratégia eficaz para atrair o público, fortalecer sua marca e aumentar as vendas nos canais digitais?

Então, não perca este post! Vamos explicar tudo que você precisa saber sobre marketing de conteúdo. Confira!

O que é marketing de conteúdo?

Trata-se de uma abordagem de marketing planejada para atingir o consumidor atual, que busca uma série de informações na internet antes de adquirir bens ou serviços. Portanto, ela parte do comportamento das pessoas para oferecer conteúdo relevante e conduzi-las ao longo da jornada de compra.

O marketing de conteúdo se baseia em um princípio: geração de valor. Portanto, o material produzido e divulgado não visa simplesmente fazer propaganda para a empresa. Ele deve educar o consumidor, ajudando-o a identificar seu problema, conhecer as soluções, comparar as alternativas do mercado e finalmente mostrar seus diferenciais.

Ao mesmo tempo em que educa o consumidor, o marketing de conteúdo também o atrai e envolve. Ele desenvolve uma percepção positiva da marca, pois se sente beneficiado pelo conhecimento que a empresa ofereceu. Assim, no momento da decisão, ele faz uma escolha consciente e tende a prestigiar o negócio que proporcionou esse amparo ao longo da jornada de compra.

Por que investir em marketing de conteúdo?

A principal razão para investir em marketing de conteúdo é o comportamento do próprio consumidor. Por isso, veja como os hábitos das pessoas favorecem o sucesso de uma estratégia baseada nessa abordagem!

As pessoas passam muito tempo na internet

O Brasil é o segundo país do mundo a passar mais tempo na internet. Em média, o brasileiro permanece 9 horas e 20 minutos diários conectado à rede. Nesse período, existe um grande consumo de conteúdos como textos, vídeos, publicações em redes sociais, entre outras.

O comportamento de compra mudou

Além do aumento expressivo no número de compras feitas pela internet, mesmo quando a negociação acontece em um ponto físico o comportamento do consumidor mudou. Agora, antes de se dirigir à loja, a pessoa faz uma série de pesquisas na internet e só vai até o local quando sua decisão está praticamente tomada.

O processo de busca de informações mudou

E não foi apenas o comportamento de compras que mudou. A própria busca de informações foi severamente afetada depois da popularização da internet. Assim, quando as pessoas têm um problema, elas recorrem ao Dr. Google para fazer as perguntas e só procuram especialistas (em todas as áreas) depois que já têm uma noção das respostas.

O usuário da web está cansado de propagandas

Os anúncios têm seu lugar na estratégia de marketing. Porém, a empresa que se comunica apenas através deles perde uma grande chance de conquistar o consumidor. Já faz um bom tempo que estudos mostraram que o usuário da web desenvolveu um comportamento chamado “cegueira de banner”.

Isso significa que, mesmo de forma inconsciente, as pessoas já identificam e ignoram posições e layouts de propagandas na web. Porém, essa situação é contornada quando a empresa oferece um conteúdo relevante, com o qual o consumidor se sente beneficiado. Nesses casos, o banner (especialmente no remarketing) estimula a decisão de compra.

As pessoas compram de quem (confiam) publica

Na verdade, sempre foi assim: desde que tenham oportunidade de escolha, as pessoas compram de quem elas confiam. Porém, atualmente essa confiança é baseada tanto nas indicações quanto no conhecimento que essa empresa demonstra ter. O caminho para construir essa autoridade é a publicação de conteúdo.

É por isso que os blogs corporativos se tornaram essenciais para a maioria das empresas. Quando eles abordam os problemas que o público-alvo enfrenta e apontam soluções, eles conquistam essa confiança. A partir daí, basta mostrar os benefícios do produto e seus diferenciais em relação aos concorrentes para gerar decisões.

Portanto, se a empresa não está na internet, ela perde a oportunidade de se comunicar com as pessoas. Mais que isso, ela deixa de se consolidar como uma referência em seu segmento, de demonstrar sua capacidade de oferecer uma solução viável para os problemas que o consumidor enfrenta.

Como funciona o marketing de conteúdo?

Agora que você já entendeu a importância do marketing de conteúdo, vamos falar de algumas ferramentas e estratégias. Então, fique atento para entender como ele funciona!

Conheça bem o seu público-alvo

Esse é um passo fundamental não só para o marketing de conteúdo, mas para qualquer estratégia. Por isso, antes de produzir e publicar, é importante conhecer as características do seu público-alvo. Porém, não basta identificar fatores demográficos. Os comportamentais também são extremamente relevantes.

Defina meio e mensagem

A partir do conhecimento do seu público-alvo, é possível definir o melhor formato e também os canais digitais ideais para divulgar suas publicações. Assim, será possível direcionar seus investimentos para a produção de texto ou vídeos, de acordo com o padrão de consumo de conteúdo das pessoas que sua empresa deseja atingir.

Definir a mensagem também é extremamente importante. Por isso, os tópicos para a criação de conteúdos do blog ou dos vídeos precisa vir das principais dúvidas dos seus atuais clientes. Converse com eles ou realize pesquisas para descobrir suas dores mais profundas e verifique como seus produtos podem ajudar a solucioná-las.

Capriche no site da empresa

O site da empresa é seu território na internet. Infelizmente, alguns negócios acreditam que dá para fazer marketing digital e de conteúdo apenas com as redes sociais.

Embora realmente seja possível divulgar conteúdo por essas plataformas, essa estratégia contém um erro grave. Nesse caso, todo o marketing do seu negócio ficará nas mãos de um terceiro — a empresa que detém os direitos sobre a rede social.

Não são incomuns os casos de pessoas que tiveram seus perfis bloqueados por algum motivo e as operações de seu negócio foram interrompidas. Assim, elas amargaram um prejuízo considerável por dias, semanas ou até meses, até que a situação fosse normalizada.

Então, não cometa esse erro. Tenha o seu próprio site. Utilize também as redes sociais, mas faça delas um ímã para atrair os consumidores e levá-los para o seu território.

Produza conteúdo para cada etapa do funil

O conteúdo deve ser produzido de acordo com cada etapa do funil de vendas. Por isso, não pense apenas em vender. Lembre-se de que, no início da jornada de compras, a pessoa chegará ao seu site com objetivo de responder algumas dúvidas que ela tem a respeito de um problema.

Então, recorra àquela pesquisa que você fez com seus atuais clientes ou lembre-se de perguntas que as pessoas fizeram ao entrarem em contato com sua empresa. Além disso, é fundamental recorrer a ferramentas que mostram quais são as palavras-chaves mais utilizadas para o seu negócio, como a Semrush, Ubersuggest, Ahrefs, entre outras.

Concentre-se na seguinte ordem:

  • Topo do funil: conteúdo produzido para explicar os problemas dos clientes e tirar as dúvidas deles sobre esses assuntos.
  • Meio do funil: conteúdo produzido para mostrar as alternativas de solução que o cliente tem, incluindo as que a sua empresa oferece.
  • Fundo do funil: conteúdo que mostra os diferenciais da sua solução, focada em venda e apelando para uma decisão.

Vale a pena destacar que a maior parte do conteúdo deve ser produzida para o topo do funil. Afinal, o número de pessoas que estão na fase inicial, de conscientização do problema, é enorme. Os posts desta etapa atrairão esse público e, com a estratégia certa, eles serão conduzidos aos outros estágios da jornada de compra.

Invista em SEO

SEO, ou Search Engine Optimization, é o conjunto de técnicas utilizadas para mostrar ao algoritmo do Google do que seu conteúdo fala. Um post otimizado é reconhecido pelos robôs quando uma pessoa faz uma busca e, quanto melhor estiver posicionado, maiores são as chances de receber cliques.

O ideal é ter uma estratégia de SEO matadora, que faça seu conteúdo aparecer na primeira página dos resultados. De preferência, que esteja entre as três primeiras posições. Isso aumentará o número de visitas ao seu site e, consequentemente, a captação de leads.

Tenha uma estratégia completa de marketing de conteúdo

Da mesma forma que é importante produzir mais conteúdo para o topo do funil, também é indispensável não se manter apenas nesta etapa na jornada. É isso que, infelizmente, muitas empresas fazem. Elas produzem muitos posts de conscientização, mas não transformam o visitante em lead e deixam que seus concorrentes façam a venda.

Talvez você esteja se perguntando: o que é um lead? O lead é um seguidor, alguém que está disposto a manter uma conversa com seu negócio e demonstrou isso ao baixar um material rico (como um e-book) ou assinar a sua newsletter.

A estratégia de captação e nutrição de leads é fundamental. Por isso, vale a pena recorrer à oferta de materiais ricos como e-books, infográficos e ferramentas e fazer deles ótimas iscas para conseguir inscrições para sua newsletter. Esses conteúdos especiais também podem dar origem a fluxos de nutrição. Entenda o papel de cada um deles:

Newsletter

Publicação periódica (semanal, mensal, quinzenal) que funciona como uma espécie de revista ou jornal digital. Seu objetivo inicial é trazer o lead de volta ao blog, mantendo o diálogo entre o negócio e a pessoa, conscientizando-a do problema e também das soluções que a empresa oferece.

Porém, à medida em que o lead permanece por um tempo mais longo na sua lista de e-mails, é interessante que as newsletter enviadas a ele sejam mais específicas, direcionando-o ao meio de funil. Convites para webinars exclusivas ou mesmo artigos que falem de forma mais incisiva do seu produto são adequados para essa etapa.

E-books, infográficos, ferramentas

Esses são alguns dos materiais ricos oferecidos em uma estratégia de marketing de conteúdo. Então, para recebê-los, o lead preencherá um formulário com suas informações de contato — nome, e-mail, talvez o telefone e alguma pergunta relevante para sua segmentação. Essas iscas poderão dar origem a um fluxo de nutrição.

Fluxo de nutrição

O fluxo de nutrição é uma sequência de e-mail marketing. Ele tem o objetivo de, a partir do download do material rico, conduzir o lead cada vez mais para o fundo do funil. Portanto, seu papel é estimular a decisão de compra.

Vamos pensar em um exemplo prático. Imagine que sua empresa oferece cursos de culinária inclusiva, para pessoas que têm restrições alimentares. Portanto, sua estratégia de marketing digital começa com a oferta de um e-book sobre pães sem glúten.

Ao baixar o e-book, a pessoa recebe um e-mail para ter acesso ao material. Depois, em dias determinados, a empresa enviará uma sequência de mensagens com artigos falando dos cuidados que uma pessoa com restrições alimentares deve ter com seu cardápio.

Esses artigos abordarão temas como as dificuldades que essas pessoas enfrentam no dia a dia, os perigos de uma contaminação cruzada, a importância de conhecer princípios de nutrição e receitas que permitirão a elaboração de um cardápio nutritivo e saudável.

Enfim, depois de conscientizar a pessoa da importância de aprender a se alimentar de forma nutritiva apesar das restrições, o processo se encerra com a oferta do curso.

Embora seja baseada em marketing de conteúdo, a campanha pode ser complementada com anúncios no Facebook e Google Ads tanto para baixar o e-book na etapa inicial quanto com banners e vídeos de remarketing para estimular a decisão de compra.

Quais são as ferramentas utilizadas em uma estratégia de marketing de conteúdo?

Para sua estratégia de marketing de conteúdo alcançar os melhores resultados, é importante utilizar algumas ferramentas. Elas irão ajudá-lo em diversas etapas do planejamento, execução e avaliação. Assim, haverá uma redução no esforço, mas com aumento nas oportunidades de negócios.

Selecionamos algumas das principais ferramentas. Confira a seguir!

Ferramentas para pesquisa de palavras-chave

Não vale a pena produzir conteúdo sobre temas que ninguém procura. Por isso, é fundamental saber quais são as pesquisas realizadas nos mecanismos de busca. Algumas das principais opções do mercado já foram listadas aqui: a Semrush, o Ahrefs e também a Ubersuggest.

Ferramentas de automação

Uma estratégia de conteúdo bem estruturada depende de ferramentas de automação. Imagine se você tivesse que enviar manualmente o e-book que a pessoa solicitou e todos os e-mails seguintes, respeitando um prazo ideal para que o lead não se esqueça da empresa e nem se sinta irritado com mensagens muito frequentes. Seria impossível!

Por isso, é essencial contratar ferramentas de automação de marketing. Além da possibilidade de programá-las para realizar essas tarefas, elas fornecem relatórios muito importantes. Elas mostram, por exemplo, se a pessoa clicou no link enviado no seu e-mail. Além disso, elas funcionam 24 horas por dia. Você não!

Existem ferramentas para todas as demandas e bolsos. Por isso, vale a pena pesquisar e verificar quais são as melhores opções para as suas necessidades. Entre as mais conhecidas, destacamos a RD Station, a Active Campaign, Mautic e Pipz.

Ferramentas para análise de dados

Diversas ferramentas ajudam você a analisar dados como tráfego no site. Elas são fundamentais porque, dessa forma, você descobre qual é o conteúdo que atrai mais buscas orgânicas, ou seja, aquelas que não dependem de impulsionamento por anúncios para gerar cliques.

Uma análise atenta dessas ferramentas traz ainda outras vantagens. Você vai perceber que tipo de títulos chama mais a atenção, o layout que gera um número maior de conversões, e assim por diante. E ainda há outra boa notícia: as principais são gratuitas, como o Google Analytics. Basta se cadastrar e fazer o procedimento de reconhecimento da propriedade.

Ferramentas para gestão das mídias sociais

Se você produz conteúdo para suas redes sociais, pode ser muito interessante recorrer a plataformas em que é possível agendar seus posts. Assim, basta criar, configurar data e hora de envio e deixar que o sistema faça tudo sozinho. Alguns exemplos são Buffer, mLabs, Hootsuite e Gerenciagram.

Porém, existe uma grande diferença entre automatizar a gestão das mídias sociais e outras plataformas para comprar seguidores e interações. Embora sejam bastante populares, essas últimas devem ser evitadas. Além de não agregarem um público-alvo qualificado, elas podem levar a penalizações como suspensões do perfil.

Como aumentar o alcance de um site na estratégia de marketing de conteúdo?

Porém, não basta produzir conteúdo. É necessário distribuí-lo e fazer com que ele seja visto por um grande número de pessoas. Anúncios, publicação nas mídias sociais, interação nas redes e parcerias são alguns dos recursos utilizados para alcançar o público-alvo de um negócio. Assim, a captação de leads é potencializada, gerando também mais oportunidades de venda.

Para que servem as métricas no marketing de conteúdo?

No mundo digital, todas as ações são rastreáveis. Por isso, é possível saber quantas pessoas viram um conteúdo, se ele foi baixado, compartilhado, e assim por diante. Ferramentas como Google Search Console, bem como as de automação, provêm relatórios que mostram essas métricas e orientam a otimização de campanhas.

Assim, ao observar quantos e-mails foram abertos, a empresa entende quais são os temas que mais chamam a atenção de seu público-alvo. Essa taxa também mostra se é necessário tornar o título mais atrativo e despertar a curiosidade dos leitores.

Enfim, taxas de abertura de e-mails, de cliques e de conversões são dados valiosos para medir o que funciona para atrair seu público e gerar vendas. Dessa forma, será possível direcionar melhor seus investimentos e garantir um retorno cada vez mais significativo das suas campanhas.

Entendeu qual é a importância e como funciona o marketing de conteúdo? Ficou com alguma pergunta sobre sua implementação? Então, deixe sua pergunta nos comentários ou entre em contato com o nosso time para conhecer ainda melhor essa estratégia imbatível!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *