Conheça os 10 principais fatores de rankeamento do Google e comece a utilizá-los agora mesmo!

Chegar ao topo da página de busca ou, pelo menos, ficar entre as 3 primeiras posições é o objetivo de qualquer negócio. Afinal, um bom rankeamento do Google gera muito tráfego para o site. Consequentemente, surgem oportunidades de venda.

Mas como chegar ao topo do Google? Neste post, você vai descobrir quais os 10 fatores de rankeamento que não podem ser ignorados por quem deseja atingir esse resultado.

Rankeamento do Google: fatores relacionados ao site

O seu site é a sua casa (ou loja) na internet. Por isso, antes mesmo de pensar em questões como o conteúdo, é preciso prepará-lo para receber os visitantes com o tapete vermelho.

Mas o que é essa recepção calorosa em um site? Veja nos tópicos a seguir!

1. Usabilidade

O primeiro passo é facilitar a vida do usuário. Por isso, o site deve ser intuitivo, para que a pessoa navegue facilmente e encontre tudo que ela precisa em poucos cliques.

2. Segurança

Segurança também é super importante. Então, desde 2014, o Google passou a considerar o https como um dos critérios para melhorar o rankeamento dos sites.

3. Velocidade

Ninguém quer mais esperar. Portanto, seu site deve carregar rápido. Assim, a pessoa não desistirá e voltará para uma nova busca. Esse é um dos principais fatores de rankeamento.

4. Foco no mobile

As buscas feitas em dispositivos móveis aumentam a cada ano. Por isso, o Google joga no topo aqueles sites que proporcionam uma boa experiência para usuários mobile.

Então, o site precisa ser responsivo. Isso significa que a tela se adapta automaticamente a dispositivos móveis.

Quando o site fica todo distorcido no celular, não carrega imagens, os botões e links são de tamanho inadequado, dificultando o clique, o Google penaliza a página.

5. Rastreabilidade

Para melhorar a rastreabilidade do site, você precisa ajudar o Google a localizar sua página. Assim, ele vai colocar seu conteúdo em um índice que ele mostra aos usuários.

Uma das formas de melhorar sua rastreabilidade é conectá-lo ao Google Search Console. Além de permitir esse rastreamento, você terá dados importantes sobre acessos dos usuários.

Rankeamento do Google: fatores relacionados ao conteúdo

No atual momento do marketing, já virou clichê dizer que o conteúdo é rei.

Embora todo mundo já tenha ouvido isso, poucos sabem o que realmente fazer para torná-lo um aliado do seu rankeamento. Veja a seguir!

6. Conteúdo valioso para a persona

Como o seu conteúdo está ajudando a persona? Para ter um bom posicionamento no Google, você precisa responder essa pergunta antes de planejar suas publicações.

Então, de alguma forma, seu conteúdo precisa ajudar a persona a se conscientizar do problema que ela enfrenta. Além disso, ele deverá mostrar a ela as diferentes soluções, mesmo as que não estão relacionadas ao seu negócio.

Enfim, o conteúdo deve trazer informações que a ajudem a comparar as diferentes opções. Assim, quer ela escolha seu produto ou não, ela tomará uma decisão consciente.

7. Técnicas de SEO

As técnicas de SEO estão entre as principais ferramentas para posicionar um conteúdo. Porém, você sabe que técnicas são essas?

Trata-se de um conjunto de práticas que ajudam os robôs do Google a identificarem o tema do seu conteúdo. Portanto, elas são essenciais para trazer visitantes ao site.

Existem desde técnicas básicas de SEO até estratégias bem complexas para fazer um site bombar na web. Porém, para começar, podemos pensar no cuidado com a palavra-chave.

Além de ser bem escolhida, o autor precisa colocar a palavra-chave em pontos estratégicos.

Por isso, ela deve aparecer pelo menos nos seguintes pontos:

  • na URL;
  • no título;
  • nas primeiras 150 palavras do texto (de preferência, do primeiro parágrafo);
  • em pelo menos um subtítulo;
  • na meta-descrição;
  • no título SEO;
  • na alt tag da imagem.

Também é importante colocar a palavra-chave ao longo do texto. No entanto, ela precisa aparecer de forma natural ou com variações.

Rankeamento do Google: fatores off-page

A internet, como o nome diz, é uma rede. Então, ninguém está sozinho por aqui. O que outros sites e blogs fazem também interfere no seu rankeamento.

Esses fatores recebem o nome de off-page, ou seja, fora da página. Saiba quais são alguns deles:

8. Backlinks

Quando outros sites falam do seu conteúdo, ele ganha pontos com o Google. Por isso, os backlinks são um fator muito importante de rankeamento.

Porém, existem maneiras certas e erradas de gerar backlinks. A primeira, errada, é combinar uma troca de links com sites que não têm nada a ver com seu nicho.

Mas então, como conseguir bons links? A primeira forma é criando um conteúdo incrível, com infográficos e outros recursos multimídia que produtores vão querer incluir no conteúdo deles.

Também é possível criar uma estratégia de Guest Posts com empresas que possuem um público-alvo em comum, mas que não são concorrentes.

9. Engajamento promove o rankeamento do Google

O Google gosta de sites que o usuário gosta. Simples assim! Então, quando a pessoa fica bastante tempo na sua página, sem voltar aos resultados de pesquisa, isso melhora o rankeamento.

O Google usa uma ferramenta chamada Rank Brain. Assim, ela mostra se as pessoas clicam no seu link quando ele aparece nos resultados de busca. Outro dado importante é quanto tempo os usuários passam na sua página.

E como conseguir uma boa nota no RankBrain? Envolvendo o leitor. Portanto, uma maneira de fazer isso é inserindo multimídia no seu conteúdo (vídeos, infográficos). Links internos também fazem a pessoa pular de um post para outro, ficando ali por bastante tempo.

Viu como, de uma forma ou outra, vários fatores de rankeamento no Google mostram a necessidade de criar um conteúdo incrível?

10. Atividade nas redes sociais

Diretamente, o Google não assume que a atividade nas redes sociais ajuda no rankeamento. No entanto, sua estratégia por lá traz resultados positivos no site, sim.

Funciona assim: com posts estratégicos nas redes sociais, você traz visitantes para o site. E lembra: o Google gosta do conteúdo que o usuário gosta. Assim, ele entenderá que sua página é relevante.

Agora você já sabe que esses 10 fatores de rankeamento do Google são indispensáveis para fazer sua página bombar. Ficou em dúvida quanto a algum deles? Precisa de mais informações? Então, converse com a nossa equipe e tenha uma estratégia matadora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *